just fizzlefizzle


musicalmente falando
setembro 8, 2009, 7:16 pm
Filed under: Conselho de Tio

Nunca fui fã de Jazz:

Nunca soube apreciar o “ruído” que o som do carro do meu pai me transmitia nas longas madrugadas em que a gente retornava dos jantares em família. Não entendia nada do que aquela bendita mulher da rádio “Antena 1” falava durante a programação, quem ela elogiava ou mencionava. Naquela época eu só queria encontrar uma posição confortavél e dormir, de preferência, em silêncio.

O tempo foi passando e, atualmente, as coisas andam meio difíceis, o ‘jabá musical’ das rádios tem nos limitado (e muito, como sempre) à clássica cultura inútil, sem valor e com alto retorno financeiro… um prato cheio para o capitalismo.

Por estes motivos, resolvi levar adiante algumas dicas de educadores que tentam ‘heroicamente’ transmitir ótimas informações em salas de aula da gloriosa Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Miles Davis - Lenda do Jazz
Miles Davis – Lenda do Jazz

Jazz foi o estilo musical aprofundado durante uma aula. Eu que sempre o escutei como algo mais para plano de fundo, lounge ou até como música de elevador (Meu Deus, como eu era ignorante!), me surpreendi ao ler inúmeras coisas sobre tal movimento.

Contando com o improviso, o melhor estilo de jazz que até agora escutei é, de fato, o de Miles Davis, uma ótima e notavél referência. O gostoso do jazz é que, apesar da repetição das batidas, não é nada cronológico. É o improviso dentro de um estilo, mas sem repetições casadas e, se comparado com a massificação do que se escuta atualmente, é preciso se dispor ao exercício da sensibilidade… um tanto difícil nos dias de hoje.

Para quem não conhece, Miles Davis tem participação em inúmeras vertentes dentro do Jazz, desde um nostálgico som acompanhado por um piano até uma eletrizante composição como “All Blues”:

O mais interessante de Miles Davis, em especial na música mencionada (“All Blues”) é a interação da composição. Apesar de ser um clássico do jazz (improvisação a toda prova), você não sente tal feito pois existe uma sintonia e uma sensibilidade na percepção dos músicos que chega a arrepiar.

É sempre válido conhecer outros estilos musicais, ser eclético e enfim… mas Miles Davis já se tornou referência dentro da minha bagagem musical.

Anúncios

5 Comentários so far
Deixe um comentário

Quando eu crescer quero ser esse baixo.

Comentário por Fernando Spuri

uahuahua..to vendo q nao fui so eu q me aprofundei no Jazz depois daquela super aula do Ismael!

Comentário por Pons

Realmente conhecer outros estilos musicais mesmo que nao de seu gosto é muito bom, pois sempre há algo novo, não sou fã de Jazz mais gosto de ouvir, e gosto de um guitarrista de Jazz muito bom, Toninho Horta.

Comentário por Deco

Muito interessante sua reflexão acerca deste magnífico ritmo. É assim mesmo que vamos construindo nosso saber… e, dentre eles, nossos gostos musicais. Aprendi a apreciar este estilo musical quando fui apresentada à Chet Baker, em especial à sua versão da maravilhosa “My Funny Valentine”.

Comentário por Heloisa

Quer conhecer mais alguns? Tenho um CD aqui de jazz… Posso copiar pra vc… ^^

Comentário por Ju Ferrari




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: